Abramet participa de reunião, na AMB, onde se discutiram medidas para tornar o trânsito mais seguro

A Comissão de Violência no Trânsito da Associação Médica Brasileira (AMB), se reuniu, na sua sede, em São Paulo (SP), para discutir campanhas junto à população e aos médicos sobre a conscientização das regras de trânsito a fim de reduzir acidentes e mortes. Entre as ações, está a adesão ao movimento Maio Amarelo, iniciativa que chama a atenção da sociedade sobre os altos índices de mortes e feridos no Trânsito.

Dois diretores da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet) – Flávio Emir Adura (Científico) e José Heverardo da Costa Montal (Administrativo) – acompanharam o encontro, realizado no dia 2 (segunda-feira). Eles assistiram a uma apresentação na qual foi apontado, com base em dados de 2017 (Ministério da Saúde), que, por ano, morrem 35,3 mil pessoas em decorrência de acidentes de trânsito no Brasil.

“A Medicina de Tráfego tem grande interesse em ajudar no enfrentamento dessa epidemia. Milhares de vidas podem ser salvas. Milhares de pessoas podem ficar livres de sequelas de acidentes. Isso se houver um esforço conjunto de autoridades, especialistas e população. Por isso, a Abramet está estudando a questão e desenvolvendo diagnósticos e propostas para serem discutidas e implementadas”, afirmou Flávio Adura.

No encontro, também se abordou o trabalho conjunto da comissão com outros órgãos, como Conselho Federal de Medicina (CFM), e sua participação nos debates sobre a reformulação no Código de Trânsito Brasileiro, entre outros. Segundo Montal, “Os Conselhos de Medicina têm sido importantes parceiros da medicina de tráfego no País. Como membros da Câmara Técnica específica de nossa área, poderemos ajudar a delinear novos avanços para trazer mais segurança a passageiros e motoristas”.

Fonte: https://www.abramet.com.br/noticias/abramet-participa-de-reuniao-na-amb-onde-se-discutiram-medidas-para-tornar-o-transito-mais-seguro