Detran-BA lança campanha para prevenção de acidentes

Lúcio Gomes, diretor-geral do Detran-BA, fala durante o evento de lançamento da campanha Maio Amarelo

O ano de 2017 teve 3.006 mortes por acidentes de trânsito na Bahia, 12.361 casos causaram invalidez. Na média nacional, o número do último ano foi de uma morte a cada 13 minutos. De 2011 a 2017, foram 343.070 mortes e 2.778.134 inválidos permanentes no País.

Com atenção especial para os motociclistas, envolvidos em cerca de 70% dos acidentes, o Departamento de Trânsito da Bahia (Detran-BA) lançou nesta quarta-feira, 2, a campanha Maio Amarelo, no centro de convenções do Hotel Fiesta (Itaigara).

A campanha, cujo tema é “Eu Sou o Trânsito”, faz parte de uma tentativa internacional, promovida pela Organização das Nações Unidas (ONU), de diminuir os números de mortes no trânsito. Durante todo o mês de maio serão realizadas ações pedagógicas, formativas, educativas, fiscalizatórias e de mobilização social, para maior conscientização nas vias.

O programa Trânsito Cidadão deverá atender a 480 escolas e 83.251 alunos, dos ensinos fundamental e médio. Também estará em destaque a Operação Paz no Trânsito, que realizará ações de fiscalização de condutores e veículos nas vias urbanas e rodovias.

Ações de orientações legais para pedestres e condutores e curso de aperfeiçoamento de motociclistas também estão previstos.

Outro pilar da campanha é o Provítima, implantado há dois anos em Salvador e que oferece apoio jurídico, social e psicológico aos familiares e vítimas de acidentes de trânsito.

Em 2017, os maiores casos de vítimas atendidas englobavam os motociclistas (870) e motoristas (581). Os homens são maioria entre os atendidos pelo Provítima, com 70% de atendidos.

O número de contato do programa é (71) 3033-3849 ou (71) 3022-3849. Quem preferir também pode se dirigir à sede do Provítima, na rua Barro Vermelho, no Rio Vermelho, 32.

De acordo com o diretor-geral do Detran, Lúcio Gomes, na Bahia 60% dos leitos dos hospitais são preenchidos por vítimas de acidentes de trânsito.

Evitáveis

Ele destaca que 95% dos acidentes são considerados evitáveis e ocorrem por conta de um conjunto de fatores, dentre eles o desrespeito às leis de trânsito e irresponsabilidade do condutor.

“O Nordeste concentra 38% do número de mortes e invalidez em acidentes de trânsito, segundo especialistas, pelo grande número de motos e cinquentinhas que circulam na região. As leis de condução e fiscalização estão se tornando mais rígidas, para diminuir esses acidentes”, diz o diretor-geral do Detran na Bahia.

No estado, das indenizações para vítimas de acidentes automobilísticos, 68% são para condutores. Passageiros e pedestres representam 16%, cada, segundo o seguro de danos pessoais causados por veículos automotores de via terrestre (DPVat). Ainda na Bahia, o ciclomotor representa 74% das indenizações.

O presidente da Associação dos Profissionais Mototaxistas de Salvador (APMS), Sirlã Sousa, acredita que o número de acidentes da categoria tem diminuído ao longo do ano, principalmente após a regulamentação do curso de capacitação e situação trabalhista dos mototaxistas, em 2009, e que foi implantada em 2015 na capital baiana.

Capacitação

Hoje, segundo ele, há em Salvador 2.456 profissionais capacitados para exercer a função – e que realizam de maneira eficaz.

“Com certeza, houve uma grande redução do número de acidentes. A capacitação de mototaxistas nos mostrou que não conduzíamos passageiros da maneira correta. Eram muitas ultrapassagens indevidas, muita passagem pelos corredores e falta de uso dos equipamentos de segurança. Acredito que esse número irá diminuir ainda mais, a partir de mais ações de conscientização”, espera Souza.

* Sob a supervisão do jornalista Luiz Lasserre

Fonte: http://atarde.uol.com.br/bahia/noticias/1956603-detranba-lanca-campanha-para-prevencao-de-acidentes?utm_source=facebook.com