No Dia do Médico, Abramet conclama associados à luta em defesa da medicina de tráfego

Em homenagem ao Dia do Médico, celebrado nacionalmente em 18 de outubro, a Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet) parabeniza aqueles que se dedicam à manutenção da segurança, da saúde e da vida dos brasileiros que transitam diariamente. Como tem feito historicamente, a entidade intensificou nos últimos meses sua atuação junto ao Congresso Nacional, a fim de esclarecer e subsidiar os parlamentares a respeito do Projeto de Lei nº 3267/2019, que propõe mudanças no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e coloca em xeque a atuação da Medicina de Tráfego.

“A Abramet compartilha com cada um dos 8 mil especialistas desse País o prazer e as dores dessa honrosa missão. A cada um dos médicos de tráfego, desejamos ainda que se mantenham unidos para preservar a nossa vocação médica, uma síntese de técnica, ciência e arte que transforma vidas todos os dias”, destacou o presidente da entidade, Juarez Monteiro Molinari.

Além da justa homenagem aos especialistas, a entidade parabeniza também todos os médicos e aproveita a data para estimular a classe a unir forças em torno dos principais desafios que se impõem à medicina brasileira, cujos reflexos afetam toda a sociedade. “Ao longo dos anos, padronizamos as condutas na avaliação médica para habilitação de motoristas, a partir de conceitos e bases científicas, além de consensos aprovados internacionalmente. Não podemos permitir retrocessos”, ressaltou Antônio Meira Júnior, diretor da Abramet.

DESAFIOS POLÍTICOS – Segundo os representantes da especialidade, atualmente o PL 3267/2019 representa a principal batalha política a ser travada pela Medicina de Tráfego. De iniciativa da Presidência da República, o projeto altera diversos aspectos do CTB, como o aumento no prazo de validade da carteira de habilitação e, consequentemente, do exame médico que garante ao motorista o direito de dirigir. O texto também retira a aplicação de multa para a condução de crianças sem o uso de cadeirinhas, aspecto que causa grande preocupação.

Nesta semana, diretores da Abramet também participaram de sessão solene em homenagem ao Dia do Médico, realizada no Plenário Ulysses Guimarães, da Câmara dos Deputados. No evento, lideranças médicas de todo o País apresentaram aos parlamentares algumas das reivindicações dos médicos brasileiros, como a necessidade de aplicação do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos no Exterior (Revalida), o controle da abertura de escolas médicas e a manutenção do texto original da Medida Provisória 890/2019, que institui o Programa Médicos pelo Brasil.

RECONHECIMENTO – Na oportunidade, os diretores destacaram o trabalho realizado pelos profissionais em prol da assistência à saúde da população e ainda receberam o apoio de diversas entidades pelo trabalho que vem sendo realizado junto ao Congresso Nacional. Dentre os depoimentos estão o do coordenador do Instituo Brasil de Medicina (IBDM), José Luiz Mestrinho, e do presidente da Associação Médica Brasileira (AMB), Lincoln Ferreira.

“A Abramet é uma das associações mais atuantes e presentes no Parlamento. O grupo diretor está de parabéns”, disse Mestrinho. “A situação da violência no trânsito brasileiros está longe do ideal. Mas estaria infinitamente pior, não fosse o esforço heroico dos abnegados colegas da medicina de tráfego, que estão sempre em Brasília para atender o nobre dever de preservar a saúde e a segurança dos seus concidadãos”, completou o presidente da AM

Fonte: https://www.abramet.com.br/noticias/dia-do-medico/