Médicos Especialistas em Medicina de Tráfego ensinam a reduzir riscos de acidentes nas estradas

A cada feriado de Corpus Christi, cerca de 1.300 pessoas são vítimas de acidentes de trânsito nas rodovias de todo o País. Segundo os registros da Polícia Rodoviária Federal (PRF), a falta de atenção e desobediência às normas de trânsito são responsáveis por metade dos acidentes com vítimas. Os números foram consolidados pela Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), que nesta quarta-feira (19) fez um alerta à população brasileira com 10 recomendações para garantir uma viagem tranquila.

O objetivo da Abramet é chamar a atenção de motoristas e passageiros para os cuidados necessários na estrada e com os veículos, em especial por conta do aumento de fluxo nas pistas por conta do feriado de Corpus Christi e das festas juninas. Nos últimos quatro anos, foram registrados 3.318 acidentes com vítimas somente nos dias próximos ao feriado nacional, os quais deixaram 4.903 feridos e quase 400 mortos.

De acordo com a Abramet, as falhas humanas são a principal causa de acidentes de trânsito. Elas representam cerca de metade das razões, a frente de problemas mecânicos do veículo, condições da pista e clima. A percepção é confirmada pelos registros da PRF, que no feriado do ano passado apontou a falta de atenção à condução e desobediência às normas de trânsito como causa de metade dos 668 acidentes com vítimas registrados.

Para a Abramet, o estado de saúde do motorista; o não uso de equipamentos de segurança, como o cinto ou mecanismos eficazes de contenção de crianças no interior de veículos; o consumo de substâncias entorpecentes (álcool, benzodiazepínicos, opiáceos etc.); a desatenção causada pela utilização do celular; além de fadiga e privação do sono são apontadas como os sintomas que mais interferem no desempenho dos motoristas, permitindo o surgimento de erros na condução dos veículos.

RECOMENDAÇÕES – Para minimizar os riscos, a Abramet orienta os motoristas e passageiros a ficarem atentos aos seguintes pontos:

1) Confira se está tudo em ordem com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e se o veículo oferece condições seguras e confortáveis;

2) Analise a situação pessoal dos que vão embarcar, começando pelo motorista e cada passageiro, escolhendo a melhor posição dentro do veículo para cada um;

3) Verifique se não há objetos soltos no interior do veículo e se tudo está devidamente acomodado, sem excesso de pessoas ou bagagens;

4)     É fundamental que as crianças com até 10 anos de idade estejam acomodadas no banco traseiro do veículo e utilizando equipamentos de segurança apropriados para cada fase do seu desenvolvimento;

5) O motorista e passageiros devem sempre estar usando o cinto tipo três pontos. Inclusive no banco de trás;

6) Se for dirigir, não pegue a estrada com sono. Procure descansar antes da viagem dormindo pelo menos oito horas;

7)  Na estrada, se estiver acompanhado, mantenha diálogo com acompanhantes, fazendo perguntas e solicitando respostas que exijam atenção. Manter-se permanentemente alerta é prioridade absoluta ao dirigir;

8) Evite refeições pesadas. Opte por uma alimentação leve, de fácil digestão, que não cause distúrbios gastrointestinais nem dê sono;

9) Interrompa a viagem periodicamente para descanso e exercícios, sobretudo em grandes deslocamentos. Longos períodos ao volante reduzem a eficiência do motorista e representam risco de acidentes devido à fadiga. O cansaço predispõe o motorista ao acidente;

10) O uso do álcool é absolutamente condenado para quem vai dirigir. É necessário estar em pleno gozo das capacidades físicas e mentais. Mesmo uma dose pode comprometer esse estado de lucidez.