Abramet mantém valor da anuidade e oferece benefícios a seus associados

Focada na melhor prestação de serviços e atenta à realidade do médico do tráfego, a diretoria da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet) decidiu manter inalterado o valor da anuidade em 2021, segundo ano consecutivo sem reajuste. Em mais uma iniciativa de parceria com o médico especialista, a entidade também está oferecendo desconto de 5% para pagamento à vista e manteve a possibilidade de parcelamento em até dez vezes. O congelamento da anuidade, informa a diretoria, decorre dos efeitos da pandemia da Covid-19, que ainda desafiam os profissionais da saúde.

“A crise sanitária ainda não acabou, ainda não é possível retomar à plena atividade como antes. É nosso dever apoiar o médico do tráfego, seja construindo avanços nas políticas e ações em defesa da vida no trânsito, seja mantendo as portas de nossa entidade abertas para que esse profissional possa manter-se atualizado”, afirma o dr. Antonio Meira Júnior, presidente da Abramet.

Ao associar-se à entidade, o médico passa a contar com um conjunto de benefícios. Além da representação institucional da especialidade, a Abramet presta serviços de grande relevância como assessoria jurídica; franquia ou redução de taxas de inscrição em eventos científicos; desconto nas taxas de inscrição para a prova de título; entre outros.

“Nosso foco é o fortalecimento da especialidade e a qualificação do médico do tráfego. Por isso, manter vivo o associativismo garante acesso a atualização permanente, com um corpo técnico de grande credibilidade, e permite a manutenção da defesa da especialidade em todos as instancias”, comenta o presidente da entidade.

Para efetuar o pagamento da anuidade e usufruir dos serviços e benefícios oferecidos pela entidade, os associados podem optar pelo boleto bancário – em cota única – ou por um cartão de crédito, com a possibilidade de parcelamento em até dez vezes. Para mais informações acesse o portal do associado www.socio.abramet.org.br ou pelo e-mail abramet@abramet.org.br.

Olhos no parlamento – Com a retomada dos trabalhos do poder legislativo federal, a Abramet está focada na articulação da derrubada dos vetos presidenciais ao PL 3267/2019, que modificou o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). A entidade desencadeou nova rodada de conversas institucionais com parlamentares da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, a quem tem levado esclarecimentos e dados científicos para restabelecer a redação aprovada pelos parlamentares.

A Abramet atua para reverter o veto nº 52/2020, que retirou os artigos de nº 147 (dispositivo nº 8) e nº 5 (dispositivo nº 13), cujos trechos reconhecem os médicos do tráfego e psicólogos do trânsito como os profissionais responsáveis pela realização dos exames de aptidão física e mental e de avaliação psicológica, respectivamente, para a concessão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

“Temos esclarecido que manter tais vetos significa remover instrumentos essenciais à avaliação correta do candidato a condutor, aumentando o risco no trânsito”, justifica Meira Junior. “O médico do tráfego tem uma formação multidisciplinar e específica, pensada para prevenir e fomentar a saúde no trânsito”.