Abramet não é signatária da “Carta aos Médicos”, da AMB

A Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet) tem realizado iniciativas diversas de apoio à prevenção do novo coronavírus e contribuído no esforço nacional para conter a disseminação da Covid-19. Desde o início da pandemia, em março de 2020, a entidade uniu-se à diversas sociedades de especialidades médicas e outras instituições para orientar a população e estimular o cuidado, assim como para garantir a segurança e a qualidade do atendimento prestado pelo médico de tráfego. Para isso, a Abramet produziu diretrizes, cartilhas, organizou palestras e lives, sempre com o objetivo de colaborar no enfrentamento e controle da grave crise sanitária.

No momento em que a pandemia ganha contornos ainda mais desafiadores, com o aumento alarmante do contágio, a entidade endossa a importância de manter a população mobilizada pela prevenção e o papel relevante da classe médica. Além de cuidar e tratar os pacientes, cabe aos médicos de todas as especialidades orientar de forma segura, com base em informações qualificadas e evidências científicas, de forma que todo cidadão possa lidar com a covid-19 em um ambiente de segurança.

Compartilhando desse objetivo, a Abramet tem sido parceira de diversas entidades médicas, fortalecendo iniciativas que atendam o objetivo maior de proteger a saúde e a vida da população. A entidade, entretanto, não conferiu sua assinatura em documento institucional divulgado pela Associação Médica Brasileira (AMB), à qual é filiada. A chamada “Carta aos Médicos”, que trata do uso de medicamentos sem eficácia comprovada contra a covid-19, não foi submetida à diretoria da Abramet.

Para a sua diretoria, parcerias institucionais exigem diálogo prévio. A Abramet está à disposição de seus pares para colaborar em tudo o que for necessário para orientar a preservar a vida da população