Nota de pesar: Abramet lamenta falecimento do Dr. Solon Ferreira

Com profundo pesar, a Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet) informa o falecimento do vice-presidente da Abramet-Paraíba, Solon Pereira Lopes Ferreira, ocorrido nesta quarta-feira (6), em João Pessoa (PB). Aos 62 anos de idade, o médico atuava na linha de frente combatendo a pandemia de Covid-19 e foi a óbito após ser contaminado exercendo sua maior vocação: curar pacientes e salvar vidas.

Reconhecido e respeitado pelos amigos em função de sua dedicação e generosidade, Solon trabalhava há décadas como emergencista no Hospital Dr José Pedro Bezerra, em Natal (RN) e como médico de tráfego na Junta Médica no Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB).

De acordo com o superintendente do Detran-PB, Agamenon Vieira, ao longo dos anos, Solon prestou um serviço exemplar na sede da autarquia. “Neste momento de tristeza, diante das circunstâncias, a família Detran também lamenta não estar ao lado dos familiares para as merecidas despedidas ao nosso tão querido colega. Que Deus conforte a todos”, pontou.

Nas palavras do presidente da Abramet-PB, Fernando Eduardo Rabelo Dias, o médico deixará uma enorme lacuna na Medicina do Tráfego. “Era um profissional de extrema competência, sócio-fundador da nossa federada estadual. Ele não media esforços para atender pacientes e colaboradores da melhor forma possível. Certamente o seu legado e história permanecerão em nossa memória”, disse.

Com mais de 40 anos de carreira, Solon Ferreira era formado em Medicina pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). O especialista deixa esposa e dois filhos.