Seja bem-vindo! Hoje é: quinta, 29 de Fevereiro de 2024

Abramet, SBGG e Unifesp unem esforços e lançam cartilha inédita para a direção segura da pessoa idosa condutora

| Notícias

Como garantir à pessoa idosa autonomia e segurança para manter a direção veicular, aumentando sua qualidade de vida e a confiança de seus familiares? Para responder a essa e outras perguntas, a Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet), a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG) e a Disciplina de Geriatria e Gerontologia da Escola Paulista de Medicina (Unifesp) realizaram um amplo estudo e consolidaram o conhecimento atualizado em uma cartilha inédita, dirigida ao motorista acima de 60 anos e seus familiares.

De autoria da médica Vitória Arbulu Pitol, com orientação da geriatra Fânia Cristina dos Santos e médico do tráfego Áquilla dos Anjos Couto, o documento é publicado dentro de iniciativas do Maio Amarelo, movimento nacional para conscientizar e engajar a população na prevenção de sinistros de trânsito. “Esse manual oferece informação científica atualizada e de grande relevância para orientar o condutor com idade, com práticas que poderão prevenir sinistros e garantir a tão desejada autonomia com segurança para esse público”, afirma Áquilla dos Anjos Couto, coordenador da Comissão de Micromobilidade da Abramet.

ACESSE AQUI A CARTILHA

Orientadora do projeto, a geriatra Fânia Cristina destaca a importância de uma atenção especial ao motorista com mais idade, público cada vez mais presente nas vias brasileiras. “Com esse manual, queremos reforçar a autonomia e liberdade desse motorista para que possam fazer o que desejar com segurança”, destacou. Em “Tenha uma direção segura! Manual da pessoa Idosa Condutora”, são apresentas informações básicas, como as normas legais de habilitação de condutores, assim como esclarecimentos sobre aspectos da condição física e de saúde que devem ser observadas e cuidadas pelo condutor de mais idade.

“Como estão suas juntas e músculos?” é uma das questões abordadas no manual, com explicações úteis: “Apesar de sentados, nos movimentamos muito atrás do volante. Sentir dor ou dificuldade para mexer as juntas e partes do corpo podem atrapalhar a direção. Essas dores podem ser alterações osteoarticulares ou neuromusculares, como osteoartrites, hérnias de disco e torcicolos. Situações comuns e que possuem tratamento. Não deixe sua dor te frear”.

Em suas 16 páginas, o manual traz linguagem direta e amigável, com uma apresentação que captura a atenção do leitor. Temas de grande relevância para o ato de dirigir, como o uso de medicações e consumo de álcool são abordados de forma pedagógica. O documento também traz dicas para uma direção segura, como o cuidado com o sono e a alimentação, atenção à saúde, com visitas periódicas ao oftalmologista, por exemplo. A cartilha traz, ainda, dicas para a correta manutenção dos veículos e para o trânsito do pedestre com idade.